E-book

a_historia_vista_pelo_cotidiano_capa.jpg

Filipe Arnaldo Cezarinho

(Organizador)

Publicação:

2020

Gradus Editora

ISBN

978-65-88496-16-9

Acessos ao livro

A HISTÓRIA VISTA PELO COTIDIANO:
Lugar de Vivências e Resistências

"Qual o lugar do cotidiano na História? Se antes negligenciado pelos(as) historiadores(as) que viam nas macronarrativas o melhor caminho para a produção do conhecimento histórico, hoje o cotidiano aflora como um ramo privilegiado para a escrita da História e de outras ciências afins. Por meio dele é possível perscrutar diferentes vivências em suas múltiplas expressões, a saber: trabalho, gênero, raça, região, geração e outras. Mais ainda, o cotidiano é o lugar no qual se permite compreender as relações estabelecidas entre as experiências individuais e coletivas, assim sendo, pode-se desvendar interações sociais, econômicas, políticas e culturais de espacialidades e temporalidades circunscritas.
No intuito de demonstrarmos a importância do cotidiano, trazemos três sucintas contribuições como exemplos. Norbert Elias (2001), em seu belíssimo trabalho A sociedade de corte, de 1969, ensinounos a perceber, nos rituais cotidianos do lever do rei, como estavam estruturadas as relações de poder na sociedade do século XVIII. Por meio da etiqueta e do comportamento vinham à tona as disposições hierárquicas que sustentavam todo aquele ordenamento social. A etiqueta era um belíssimo instrumento de percepção do poder. Todo esse empreendimento foi chamado de “fetiche de prestígio”, sendo que esse controle era exercido pelo próprio rei, no qual tinha que manter restritas tais práticas. Os ritos de etiqueta demarcavam poder e status.[...]
Este livro é composto por 13 interessantes capítulos. Como veremos, a riqueza das temáticas sugere que o cotidiano, de fato, permite lastros amplos de abordagens, olhares e fontes. A começar pelas fontes orais, diferentes usos dessas fontes são encontrados nos quatro primeiros capítulos deste livro e tratam de temáticas como biografias, identidades e resistências.


Filipe Arnaldo Cezarinho
Lucas Kosinski