Resumo: Após o movimento iluminista do século 18, a saúde pública foi definitivamente considerada uma das mais preciosas riquezas das nações. Com efeito, às elites médicas dos países que assimilaram os ideais de civilização e progresso desse movimento atribuiu-se a missão de melhorar as condições sanitárias de suas populações, propondo meios de combater as causas das doenças mais mortíferas da época. Neste livro, o leitor descobrirá quais as enfermidades mais temidas no Brasil no tempo do Império, o que os seus médicos propuseram para combatê-las e de que maneira, ao fazerem isso, contribuíram para que a saúde pública começasse a ser convertida em uma das principais obrigações do Estado.

Arautos do Progresso analisa um conjunto de propostas médicas do século 19 destinado a melhorar as condições de saúde da população brasileira. Ao elaborá-las, com base no ideário iluminista do século 18 e tendo como referência os intelectuais da medicina dos principais centros de conhecimento da Europa e dos EUA, seus autores contribuíram para colocar na agenda pública o debate sobre a situação sanitária do país, o que concorreu para impulsionar a construção de um sistema público de saúde nacional, além de contribuir para erradicar alguns costumes que eles consideravam danosos à saúde da população.

 

Dados técnicos:

 

isbn: 9788574603933
idioma: Português
encadernação: Brochura
formato: 16 x 23
páginas: 320
ano de edição: 2012
edição: 1ª

Arautos do progresso: o ideário médico sobre a saúde pública no Brasil na época

R$ 48,00Preço
    • Facebook
    • Instagram